Trabalho sem Lei, Exploração sem Limites


Vivemos tempos difíceis. Direitos arduamente conquistados pelos trabalhadores gradativamente são surrupiados e jogados fora. A cada direito destruído, a cada norma adulterada, a cada golpe que sofremos, vemos virar realidade o mais antigo sonho da classe empresarial brasileira. Um ambiente de regulamentação zero, com exploração máxima, riscos mínimos ao capital e nenhuma garantia aos trabalhadores. Eis que surge o mundo do Trabalho sem Lei.

Embalado por um governo corrupto, preocupado apenas com seu próprio umbigo e parasita de uma relação promíscua com os grandes empresários, esse processo avança a passos largos e deixa, para trás, um rastro de amargura e destruição que, salvo milagre, levará anos para ser restituído.

O modo de operação dessa máfia é bastante claro. Por um lado, aprovam novas leis, que flexibilizam e extinguem direitos. Por outro, investem pesado no desmonte de todas as instituições e organismos de regulamentação e fiscalização do trabalho no Brasil.

O ataque vem de todos os lados: no Ministério do Trabalho e Emprego (Executivo), na Justiça do Trabalho (judiciário) e no Ministério Público do Trabalho, no movimento sindical…

Com raras variações, empregam sempre o mesmo método de desmonte: corte orçamentário. Fiscais do Trabalho ficam sem verba para fiscalizar, novos concursos são suspensos, superintendências sem pessoal nem estrutura, juízes do trabalho e sindicatos sem condições para atuar.

Agora é hora de nos unirmos e nos prepararmos para a contrarreforma. É agora que precisamos resistir, manter a firmeza e nos organizar para o contra-ataque urgente. Vamos devolver o Brasil para os trabalhadores.


Sérgio Butka
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, da Federação dos Metalúrgicos do Paraná (Fetim) e da Força Sindical do Paraná.

Recomendamos para você


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.


*