Metalúrgicos do Brasil vão parar geral em 14 de setembro


Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira (11), representantes de entidades sindicais metalúrgicas de todo o país aprovaram a realização de um Dia Nacional de Lutas, Protestos e Greves, no próximo dia 14 de setembro.

O encontro aconteceu na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, na capital paulista. A manifestação será em todo o país, contra a aplicação da reforma da trabalhista (prevista para 14 de novembro) e da terceirização irrestrita, medidas já sancionadas por Michel Temer. Também será contra a reforma da Previdência, atualmente em tramitação na Câmara dos Deputados, com previsão de votação para início de setembro.

“Embalado por um governo corrupto, preocupado apenas com seu próprio umbigo e parasita de uma relação promíscua com os grandes empresários, este desmonte na proteção do trabalhador avança a passos largos e deixa para trás um rastro de amargura e destruição. Ou a gente se mobiliza com força total agora, ou vamos perder tudo!”, afirma o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, Sérgio Butka, que também preside a Federação dos Metalúrgicos do Paraná e a Força Paraná. 

A ação envolve representantes e entidades sindicais ligadas à Força Sindical, CSP-Conlutas, CUT, CTB, UGT e Intersindical. Além de protestar contra as reformas, a manifestação faz um aquecimento para as campanhas salariais das categorias com data-base no segundo semestre.

Recomendamos para você


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.


*