Amapá registra quase 400 acidentes de trabalho em um ano, diz MTE

Números são referentes a 2016; destes, quatro mortes foram confirmadas. De janeiro a março de 2017, pelo menos 74 acidentes ocorreram no estado. Construção civil lidera casos.


Um levantamento feito pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) aponta que 393 acidentes de trabalho foram registrados no Amapá em 2016. Destes, quatro mortes foram confirmadas. No período de janeiro a março de 2017, pelo menos 74 acidentes ocorreram no estado. Os números não apontam mortes neste primeiro trimestre.

Dois trabalhadores em exercício da atividade profissional morreram no Amapá em julho. No dia 21, um homem que atuava numa transportadora de açúcar morreu ao cair de uma plataforma, com cerca de 4 metros de altura. A queda foi em uma balsa que estava no rio Matapi, que liga os municípios de Santana e Mazagão.

No dia 26, um homem de 37 anos, identificado como Wellington Gonçalves da Silva, morreu após ser esmagado por um ônibus. Ele consertava o veículo que era sustentado por pedaços de madeira, que não resistiram ao peso. Wellington Gonçalves da Silva estaria sentado quando recebeu o peso de mais de 20 toneladas. Ele trabalhava com aluguel e frete de ônibus, informaram testemunhas.

Ediraldo Homobono, superintendente do MTE no  Amapá (Foto: Jéssica Alves/G1)Ediraldo Homobono, superintendente do MTE no  Amapá (Foto: Jéssica Alves/G1)

Ediraldo Homobono, superintendente do MTE no Amapá (Foto: Jéssica Alves/G1)

O superintendente regional do Trabalho, Ediraldo Homobono, diz que devido à clandestinidade de muitas atividades profissionais, os números não podem ser considerados absolutos e que diversos outros acidentes podem ter ocorrido no estado.

“As fiscalizações são feitas com ordem de serviço, com base na realidade da situação em cada empresa. Entretanto, ainda existe um nível muito grande de irregularidade que reflete nos registros catalogados pelo Ministério do Trabalho”, disse.

Apesar de o número ser considerado alto, o Amapá registrou uma queda no número de casos, segundo dados computados de 2013 a 2015 pelo Anuário Estatístico da Previdência Social. Em 2013 foram 1.037 casos. Em 2014, foram 796 e em 2015, pelo menos 608 casos de acidente de trabalho.

Homobono destaca que os setores da construção civil, transporte de cargas, depósito de estabelecimentos e mineração são os que mais apresentam ocorrências de acidentes com trabalhadores. O MTE reforça que realiza ações de fiscalização e conscientização ao trabalhador e as empresas, ressaltando a importância da prevenção de acidentes.

Fonte: G1 Globo

Recomendamos para você


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.


*