Sindicalistas se reúnem hoje com Renan Calheiros


O encontro dos sindicalistas com o senador Renan Calheiros (AL) ocorre nesta terça-feira (23), à tarde. A Força Sindical e as demais centrais tem como objetivo conversar com o líder do PMDB no Senado sobre a Reforma Trabalhista.

“Todo mundo leu nos jornais de ontem que as coisas iam ficar mais devagar, mas não estão tão devagar assim”, afirma o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves (Juruna).

Isto porque, na semana passada, Ricardo Ferraço (PSDB-ES) declarou que o calendário da Reforma Trabalhista estava suspenso, em razão da crise política gerada pelas delações dos donos do grupo da JBS (que atingem diretamente o presidente Michel Temer). Entretanto, nesta segunda (22), Ferraço decidiu que apresentaria o relatório independentemente da turbulência no governo federal.

A reunião da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) nesta terça-feira (23) foi bastante tumultuada, com a tentativa de parlamentares da oposição de barrar a leitura do relatório pelo presidente do colegiado, Tasso Jereissati (PSDB/CE), que defendeu que os trabalhos do Legislativo devem continuar apesar da crise política que enfrenta o governo.

Para os sindicalistas, a conversa com Calheiros é para angariar forças para lutar contra as reformas. “Viemos conversar com o senador Renan Calheiros porque ele tem se colocado numa posição próxima aos nossos interesses e dialogar é muito importante”, afirma o secretário-geral da Força Sindical.

Hoje mesmo, Calheiros contrariou o Palácio do Planalto e defendeu o adiamento da leitura do relatório da Reforma Trabalhista na CAE. Em um pronunciamento, defendeu uma transição rápida para o governo federal, com eleições indiretas para presidente e vice-presidente da República.

Desde que foram divulgadas as delações dos executivos JBS, parlamentares da oposição têm dito que vão obstruir todas as votações na Casa para que a crise seja debatida. Entretanto, o governo tenta manter o ritmo de tramitação  para aprovação das reformas trabalhista e previdenciária.

Recomendamos para você


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.


*