Sem focar no reaquecimento da economia, reprovação de Temer dispara

Medidas anunciadas pelo presidente no final do ano passado são insuficientes para a retoma econômica

Reuters

Quase metade dos brasileiros reprova o governo Temer. Segundo pesquisa Ibope lançada hoje (16), 46% dos brasileiros consideram o governo como ruim ou péssimo. A onda de rechaço só aumenta. Em junho, 39% avaliavam negativamente o mandato do ex-vice. A parcela mais rica da população ajudou a aumentar os índices de rejeição: de 33% em junho para 49% agora.

A negativa da população ao governo Temer tem justificativa: não há foco certo na economia. A base do presidente está perdendo credibilidade ao não dar sinais de que medidas necessárias para reaquecer a economia do país serão tomadas. O pacote de estímulo apresentado ontem (15) é prova dessa incompetência. É muito pouco para sair do buraco.

PACOTE ECONÔMICO ANUNCIADO É INSUFICIENTE E PÍFIO

O pacote de medidas microeconômicas visa reduzir custos das empresas, aliviar dívidas de pessoas físicas e jurídicas e reduzir a burocracia do comércio exterior. Apesar do anúncio das medidas na forma de pacote, a maioria não terá efeito imediato representando, portanto, uma carta de intenções.

Economistas, integrantes da oposição e, inclusive, da base aliada não veem eficácia nas medidas. A principal crítica é que não há uma solução prática e enérgica no pacote. Os efeitos são extremamente limitados. Trata-se de medidas secundárias para melhorar a liquidez das empresas. A impressão que passa é a de que a equipe econômica quer mostrar uma agenda que não se restringe apenas à questão fiscal, de corte de despesas.

Segundo especialistas, as medidas são pífias, pontuais e não resolve em nada o problema da crise econômica no curto prazo. O pacote altera miudezas e não estimula investimentos. São ações para dar fôlego às empresas, mas que não geram crescimento.

Enquanto o governo anuncia medidas de estímulo microeconômicas de longo prazo, o país se vê mergulhado em uma tremenda depressão. Para economistas, falta musculatura para recuperar a economia rapidamente. Ao contrário das intenções lançadas, o país necessita de pacotes que impactem na macroeconomia, como na área de infraestrutura. Outro ponto que faria realmente a diferença para melhorar o nível de atividade seria a queda da taxa de juros. Alteração fundamental para gerar uma atmosfera positiva na economia.

Recomendamos para você


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.


*