O Globo e Estadão incentivam trabalhadores a suicídio coletivo


tumblr_n31to4tCBD1tr9uaoo1_500Você já ouviu falar do suicídio coletivo de Jonestown? É a maior tragédia envolvendo civis americanos antes do atentado às torres gêmeas, em setembro de 2001. Em 18 de novembro de 1979, 918 pessoas morreram em um suicídio coletivo a mando de Jim Jones, pastor e fundador da seita Templo Popular, na comunidade de Jonestown, aldeia idealizada por ele na selva da Guiana. Apenas 35 pessoas sobreviveram e falam de um estado de transe coletivo.

Outro suicídio que chocou o mundo é o da seita Porta do Paraíso. Em 19 de março de 1997, o professor de música Marshall Applewhite, líder da seita, registrou em vídeo detalhes da estranha viagem que ele e mais 38 membros fariam para uma nave espacial próxima ao cometa Hale-Boop, onde suas almas seriam levadas a um plano superior de existência. Applewhite convenceu os adeptos que a única forma de deixar a Terra em tempo era pelo suicídio. Cerca de 10 dias depois, a polícia invadiu a mansão dos fanáticos na Califórnia e viu os corpos já em estado de putrefação. Este é o maior suicídio coletivo em território americano, resultado da ingestão de um coquetel tóxico com álcool.

O ser humano pode ser convencido de qualquer coisa. Os casos de suicídio coletivo, como os relatados acima, mostram que até tirar a própria vida é possível através da persuasão. Dois dos maiores jornais do Brasil, Estadão e o O Globo parecem saber bem disso. Os diários tentam incutir na cabeça da população, por meio de reportagens, que o caminho da salvação para a economia brasileira começa pela flexibilização dos direitos trabalhistas.

Série de reportagens do jornal O Globo

As manchetes d’O Globo enviam uma mensagem clara: a legislação trabalhista é um entrave para o desenvolvimento do país. Para os especialistas ouvidos nas reportagens, a legislação é complexa demais, por isso afasta investimentos e dificulta o conhecimento real do trabalho pelas empresas. Dizem também que a CLT não corresponde mais à realidade atual de trabalho no mundo. Basta ler quatro manchetes publicadas no mesmo dia, 28 de julho de 2016, no site do jornal:

·         Empresários apontam urgência na reforma de leis

(http://oglobo.globo.com/economia/empresarios-apontam-urgencia-na-reforma-de-leis-19799772)

·         Terceirizar a produção é processo sem volta na economia

(http://oglobo.globo.com/economia/terceirizar-producao-processo-sem-volta-na-economia-19799784)

·         Justiça concentra negociação

(http://oglobo.globo.com/economia/justica-concentra-negociacao-19799945)

·         Mudar CLT vai ajudar o país a crescer

(http://oglobo.globo.com/economia/mudar-clt-vai-ajudar-pais-crescer-19799156)

Recomendamos para você


1 Comments

  1. Pq q o governo nao corta as regalias do alto escalao. P ex. Pensao vitalicia, auxilio moradia, aposentadoria para senadores com mandato apenas. Corta o numero de deputados federais e estaduais. Mudança na aposentadoria dos militares que au se aposentar aumentam o grau escalonatario.muitas coisas podiam cortar antes de mexer nos beneficios miseraveis que os trabalhadores cinquistaram a suor e sangue.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.


*