Chefes ruins adoecem trabalhadores


Estudos recentes apontam que é possível que aquele chefe que você não suporta mais cause consequências terríveis para sua saúde em longo prazo. Efeitos tão ruins quanto ser um fumante passivo.

Segundo pesquisadores da Harvard Business School e da Universidade Stanford, ambas dos EUA, estresses comuns no trabalho podem ser tão nocivos quanto à exposição a uma quantidade considerável de fumaça do cigarro de outros.

Portanto, não seria exagero dizer que aquele chefe que você odeia está te matando aos poucos…

Quanto mais tempo você trabalha para um supervisor ruim, pior os problemas acarretados. Os danos podem ser tanto físicos quanto mentais. Entretanto, quase 60% dos empregados que tem péssimos gerentes não sai do posto. Esses dados chocam ainda mais quando vemos que 75% dos trabalhadores americanos citam seus respectivos chefes como a maior causa de estresse no ambiente de trabalho. É para refletir…

Uma das explicações é a de que as pessoas se acomodam em seus empregos mesmo quando estão se sentido mal ou desconfortáveis e sendo maltratadas. Pedir demissão para encontrar um ambiente de trabalho mais saudável acaba se tornando ainda mais difícil.

Dentre todas as situações mais estressantes no ambiente trabalhista, a pior é a de perder o emprego. Ser desligado do cargo aumenta em 50% as chances de sofrer com problemas de saúde. Outra situação bastante prejudicial à saúde é realizar uma tarefa que exige mais do que você pode entregar: 35% maior a chance de desenvolver algum problema médico.

Identifique um chefe ruim

Às vezes, o santo não bate mesmo. Mas como saber quando o problema não é apenas entre você e o chefe, mas sim do chefe com todos os seus subordinados?

Chefes ruins são demasiadamente agressivos, narcisistas e chegam a ser inclusive violentos. As frases abaixo são algumas das quais eles dizem regularmente:

“Nós sempre fazemos dessa forma”.

“Você já deveria estar feliz só por ter um emprego”.

“Esse lugar desmorona quando eu não estou aqui”.

 O especialista em empreendedorismo, Jeff Haden, por meio de artigo publicado originalmente na versão digital da revista Inc., mostra outras frases que indicam se um chefe é ruim, preguiçoso e se bota a culpa sempre nos outros.

“Não era para ser assim”.

Chefes ruins tendem a acreditar que o fracasso é obra do destino.

“Isso não é o que você gostaria de ouvir”.

A frase aumenta o suspende desnecessariamente, causando mais stress. Não há objetividade por parte do chefe.

“Não trabalhe mais. Trabalhe melhor”.

Tais palavras podem passar a impressão de o chefe acha que seu interlocutor é burro.

“Não existe ‘eu’ em uma equipe”.

Chefes ruins ignoram individualidades.

“Falhar não é uma opção”.

O chefe denota autoritarismo.

“As coisas funcionam assim”.

O chefe é inflexível, pouco aberto a sugestões.

 

Confira nove manias que chefes ruins têm que acabam afastando bons funcionários:

  • Eles sobrecarregam as pessoas;

Funcionários podem entender que estão sendo punidos por um bom desempenho.

  • Não reconhecem contribuições ou não recompensam o bom trabalho;

Funcionários que não são reconhecidos tendem a ficar desmotivados.

  • Não se importam com seus funcionários;

Funcionários acabam por não conseguir criar vínculo amigável e sincero com o chefe.

  • Não honram seus compromissos;

Se nem o supervisor cumpre seus compromissos, por que o funcionário deveria?

  • Contratam e demitem as pessoas erradas;

Quando isso acontece, fica claro que o chefe não entende de relacionamento nem de gerenciamento de pessoas. Um chefe que contrata pessoas ruins desmotiva os bons que já estavam lá.

  • Não permitem que as pessoas vão atrás de seus sonhos;

Chefes ruins temem que a produtividade caixa se deixarem que seus subordinados ampliem seu foco e queiram comandar novos projetos.

  • Eles falham ao desenvolver as habilidades das pessoas;

Chefes ruins não conseguem extrair o melhor de seu funcionário, pois são desatentos com eles.

  • Eles falham ao comprometer-se com criatividade;

Chefes que podam os talentos de seus funcionários criam subordinados que odeiam seus trabalhos.

  • Não conseguem desafiar intelectualmente as pessoas;

Chefes ruins não estimulam seus funcionários a sair da zona de conforto. Eles preferem mantê-los em atividades chatas ou cansativas.

 

Com informações da Revista Quartz e do site Entrepreneur.

Recomendamos para você


1 Comments

  1. maria da Conceição da Silva 23 de setembro de 2017 às 22:20

    Gostei muito da materia e vou repassar para outras pessoas, ok

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.


*