Metalúrgico voluntário leva educação e esperança para jovens


Há cerca de dois anos, o metalúrgico Rogério Gonçalves de Carvalho, da montagem da Volkswagen, em São José dos Pinhais, envolveu-se em uma nobre causa: promover um ensino de qualidade a jovens de sua comunidade e incentivar o voluntariado. Desde então ele vem participando do Projeto Zion Missões Urbanas, sediado em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba. A iniciativa atende alunos que se cadastram de forma voluntária e em tempo integral para acompanhar aulas, que vão desde edição de vídeo até produção de conteúdo para web rádio. Parte dos alunos mora nos alojamentos, mas o projeto também recebe alunos das comunidades próximas, garantindo certificados a todos que completam os cursos.

“Quando você sai do seu mundo e vê a realidade de outras pessoas, começa a ver que o pouco que você faz é muito para quem não tem nada”.

Rogério G. Carvalho, metalúrgico da Volks

Rogério tem 46 anos e desde os 20 anos de idade dedica sua vida à metalurgia. Ele se divide entre o trabalho, a família e o projeto, dedicando-se com empenho e de forma organizada. “Tempo a gente arruma. Para tudo o que você gosta, para tudo o que você ama fazer você arruma tempo”. O metalúrgico participa do projeto dando aulas e palestras, além de ajudar nas demais ações sociais e tarefas da chácara onde a iniciativa é estruturada.

Ações sociais beneficiam crianças carentes

Ações sociais beneficiam crianças carentes

O metalúrgico conta que a chácara é sede também do Jesus Camp, um projeto social ligado ao Zion Missões Urbanas. Situado a apenas 20 km de Curitiba, a Base da Agência Missionária Jesus Camp há 10 anos é um lugar de refúgio e ensino.

Os projetos sociais não param por aí. “Estamos agora também trabalhando com o presidente da Apae de Piraquara, começando um trabalho juntos para poder servir melhor à comunidade e até mesmo à cidade”. O trabalho de Rogério no projeto é totalmente voluntário e conta apenas com a força das parcerias para manter a sede, os alojamentos, os alunos e as contribuições para a comunidade.

perfil3

Projetos sociais como curso de cabeleireiro fazem parte da rotina do Camp

Em seus dois anos de projeto, Rogério conta ter vivido momentos emocionantes. “É uma felicidade, mesmo em meio a um momento de crise, você perceber que outras pessoas também se dedicam à tarefa de ajudar aos outros”, conta, lembrando-se de uma ligação recebida dias atrás, de um homem oferecendo dois mil quilos de alimentos para doação, justamente quando os estoques haviam se esgotado. “São essas coisas legais que acontecem dentro da casa que marcam a gente”. O metalúrgico fala com alegria das pessoas que já ajudou e ainda vai ajudar. “As famílias que são restauradas, pessoas que estão sem condições, casamentos destruídos, jovens dependentes, nós ajudamos a todos”.

Viver uma outra realidade e se por no lugar do outro são a motivação inicial que fez com que Rogério passasse a atuar nessas iniciativas. “Nós estamos acostumados com a nossa vida normal, de trabalho, casa, faculdade, enfim, nossos afazeres. Quando você sai desse mundo e começa a ver a realidade de outras pessoas e a sentir a necessidade delas, você começa a ver que o pouco que você faz é muito para quem não tem nada”.

Após a conclusão dos cursos os alunos são convidados a participar de atividades práticas sociais. No começo desse mês os alunos do Curso de Preparação Missionária foram até Itaboraí-RJ, para servir como mão de obra voluntária em um lixão, promovendo cursos de inclusão social e interação com os jovens carentes da comunidade.

Para participar

Agência Missionária Jesus Camp – Fone: (41) 9620-6505                                             E-mail: contato@jesuscamp.com.br

Recomendamos para você


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.


*